Adoção Ágil: Um brinde aos guerreiros

Planning
Em 2010, o quadro da nossa equipe de desenvolvimento era caótico. Pessoas desmotivadas, diretores descontentes, projetos insustentáveis, tudo prestes a explodir.

A insatisfação geral poderia ter terminado em demissões, falência de projetos e até mesmo no encerramento do desenvolvimento ‘in house’. Mas não foi assim que terminou.

Quando parecia não ter mais solução, o time de desenvolvimento se uniu e colocou na mesa todos os problemas, inclusive os pessoais.  Com uma  atitude de extrema humildade, o time foi apresentando seus defeitos, e nesse período tive o prazer de ver pessoas de diferentes níveis aceitando críticas e se colocando a disposição para evoluir em nome do grupo.

Problemas levantados, estudamos algumas possibilidades e identificamos nos valores e princípios Ágeis, uma chance de vitória. Era o que precisávamos naquele momento. Resolvemos entrar nessa maré, adotando Scrum como framework e utilizando algumas práticas do XP e do Kanban como auxílio.

The TeamLembro da gente agarrar com unhas e dentes essa oportunidade, lembro das pessoas buscando melhorar tecnicamente para permitir um time auto-organizável e um ambiente sustentável. Também lembro dos olhares de ceticismo de alguns que desacreditavam daquele time já tão cansado e acomodado. Ignorando a desconfiança, avançamos com vontade de fazer a coisa dar certo. Promovemos cursos internos, participamos de eventos, adotamos melhores práticas de desenvolvimento, criamos uma cultura de aprendizado e em um determinado momento, sem perceber, já estávamos sentindo o vento do mar ágil no rosto… navegando por paixão, olhando para trás com orgulho e seguindo com o conceito de evolução contínua como norte.

Do grupo inicial, algumas pessoas já saíram  mas tenho certeza que até hoje levam consigo a sensação de dever cumprido, de vitória e de orgulho. Comprovamos juntos, que a Crise, proporciona maturidade e aprendizado, portanto devemos sempre vê-la de forma positiva e encará-la de forma determinada.

Hoje nosso grupo já triplicou de tamanho, quem é novo, quando chega, fica admirado com o nosso ambiente e qualidade técnica. Passado algum tempo, eles se demonstram insatisfeitos com alguns problemas e toda vez que eu percebo isso, me passa pela cabeça duas coisas:

  1. A evolução contínua ainda é o nosso norte;
  2. Seja qual for o problema, tranquilo ou complexo, sei que o venceremos em breve.

Um grande abraço!

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s